Programando com seu Windows 10: Introdução.

Um aluno me perguntou uma vez: – Como eu programo em Windows 10 ?

Achei a pergunta simples e interessante, porque quando eu recebi meu primeiro computador, dado por meus padrinhos, ele vinha com uma linguagem chamada Basic. Com ela eu aprendi a programar. Aprendi bem. Tornei-me programador profissional em várias linguagens, após muitas madrugadas em claro. Meus programas eram voltados para o terminal, única opção na época.

Com o aparecimento do Windows, uma camada nova de programação apareceu. Era necessário dominar as Microsoft Foundation Classes (MFC), uma biblioteca que fornecia o “motor gráfico” do Windows, a API, e várias outras características.

As MFC 1.0 (lançadas em 1993) eram feitas em Microsoft C/C++ versão 7. As versões seguintes, até 4.0 foram feitas em Visual C++. Mas quem quisesse programar para Windows tinha a opção de usar o Microsoft Visual Basic.

“Visual Basic era muito usada em ambientes corporativos: uma pesquisa de 2005 indicou que 62% dos programadores usavam uma forma de Visual Basic, seguido de C++, JavaScript, C# e Java. Atualmente foi suplantada pelo Java”

Wikipedia – verbete Visual Basic

Hoje, o ambiente típico de programação Windows é o .NET (dot Net) e o Microsoft Visual Studio, que debutou em 1997. Desenvolvido em C++ e C#, ele permite ao programador usar C Sharp, C++, Visual Basic .NET, J Sharp. O tamanho do pacote é 7 GB e ele não caberia num disco rígido de microcomputador de 1993.

Com o crescimento das bibliotecas, cresceu a quantidade de coisas que o programador deveria dominar. A ideia por trás das MFC era tornar a vida do programador mais fácil. Mas no antigo Basic, não havia a popularização dos paradigmas de programação que há hoje: objetos, classes, front-end, back-end, full-stack, paralelismo, orientação a eventos, GUI (Graphical User Interface), mobile (você saberá mais sobre isso no glossário). Posso quase dizer que, no ambiente de programação de hoje, a vedete é o próprio ambiente e não aplicação que se quer criar. Muitas vezes me perguntam: “- Qual á a linguagem adequada para criar um programa que faça a minha firma funcionar ?”. Minha resposta sempre é: “- Compre um pronto, com suporte técnico incluído !”.

Então, para que uma pessoa aprenderia a programar hoje ? Talvez a resposta seja “Para ganhar dinheiro !”. Então, para ganhar dinheiro, é preciso entender como os programadores de sucesso trabalham hoje nas grandes empresas. Já aviso que é um ciclo vicioso, que leva a mais gigabytes, mais bibliotecas, mais ferramentas de programação, mais estudos, mais certificações para comprovar o que você sabe. Esse processo pode até ser de graça, como veremos, mas na maioria das vezes gera muitos gastos.

Mas vamos dar uma parada na filosofia e na história. Quero que você veja como é possível programar rapidamente usando os recursos que seu Windows já tem.

Para conhecer as profissões da área de programação, consulte:
[ http://treinamentolivre.com/d/node/18 ]

[ próximo ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *